Quero uma doula

Artigos Científicos

Evidências científicas sobre o suporte contínuo da doula durante o trabalho de parto e parto

Por Carla Andreucci Polido, obstetra e docente na UfsCar

"Se doula fosse um medicamento, seria anti-ético não prescrevê-la" (Kennel e Klaus).
Para quem ainda desconhece o trabalho das doulas, abaixo o link para o resumo da metanálise da Biblioteca Cochrane sobre o "apoio contínuo intraparto".
Trata-se de evidência científica Ia, grau de recomendação A, ou seja, o topo da pirâmide de credibilidade científica.
Pontos a destacar:
Foram analisados 21 ensaios clínicos randomizados, incluindo 15.061 mulheres.
O apoio contínuo intraparto proporcionou:
Maior chance de parto vaginal espontâneo
Menor necessidade de analgesia farmacológica e maior satisfação com o parto
Menor duração do trabalho de parto
Menor taxa de cesariana ou parto instrumental
Menor possibilidade de Apgar < 7 no 5º minuto
Os melhores resultados foram obtidos nas gestantes que tiveram apoio de pessoas que não eram do staff hospitalar, nem de seu núcleo familiar (para quem não sabe, essa pessoa é a DOULA).
A conclusão dos revisores Cochrane é que TODAS AS MULHERES DEVERIAM TER DOULAS A SEU LADO DURANTE O TRABALHO DE PARTO.
Se você é profissional de saúde, tenha o bom senso de saber a diferença entre doulas e parteiros, antes de compartilhar informações equivocadas. Se você é profissional de saúde, use seu bom senso para analisar adequadamente uma questão antes de opinar sobre ela.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21328263