Quero uma doula

Humanização do Parto

Como saber se o profissional que você escolheu, é humanizado?

Por Gisele Leal

Desde que o movimento de humanização do parto foi às ruas, ganhou a mídia, nomes e formas, apareceram dezenas (ou mais!) de profissionais se auto-intitulando ?humanizados?.
Já ouvi piadinhas, de que todo parto é humanizado porque é feito em humanos, e não em éguas (sim ouvi isso). Muita gente não concorda com esse termo, e eu particularmente prefiro o termo que foi proposto pela Inglesa Janet Balaskas há mais de 30 anos: Parto Ativo.
Então se há tantos profissionais humanizados (cobrando inclusive valores bem significativos) e prometendo maravilhas para as mulheres, como vamos saber se este profissional vai atender seu parto com respeito às suas decisões?
Algumas ativistas prepararam uma lista de perguntas para se fazer no consultório para detectar possíveis cesaristas disfarçados (http://www.amigasdoparto.com.br/teste.html) porém alguns profissionais perspicazes já decoraram a resposta que queremos ouvir e estão dando um show em seus consultórios.
Por isso vou deixar aqui algumas dicas para você poder analisar e tirar suas próprias conclusões ao se deparar com um profissional que se diz humanizado:
1) Como você descobriu esse profissional? Foi indicação de alguma amiga? Como foi o parto dessa amiga? É bom saber detalhes, porque nós acabamos criando um vínculo tão grande com o profissional que dizemos ?aiiii meu médico é maravilhoso e bla bla bla?. Então pergunte a ela: Ele deixou você se alimentar e se hidratar? Você pôde andar, escolher a posição que quis ficar? Você pôde levar doula, marido, amiga, mãe? Pergunte se ela ganhou uma cesárea ou uma episiotomia (corte no períneo ? região entre a vagina e o ânus) e se ela afirmar que sim, pergunte o porquê. Se ganhou episio ponto negativo pro profissional. Se ganhou cesárea, veja aqui se a indicação da cesárea dela é duvidosa.
2) Procure informações sobre o profissional na internet. Veja se encontra relatos de parto escrito pela parturiente com ele. Veja se encontra fotos de parto que ele atendeu. Analise os relatos e as fotos.
3) Procure na internet se este profissional foi convidado para participar de grupos de apoio à gestante da sua região, se participou de encontros e congressos de parto humanizado e veja qual foi o tema que ele abordou.
4) Frequente grupos de apoio à gestante. Nestes grupos, você pode ouvir pessoalmente relatos de parto ou não-parto das próprias mulheres. E se em várias reuniões nunca ouvir menção a este profissional, é um sinal amarelo.
5) Participe de listas (tem a Parto Nosso no Yahoo) e grupos de discussão virtual no Facebook (Parto Natural, Cesárea Não Obrigada, Parto Humanizado, GPM, etc). Nestes grupos você consegue informações sobre o modelo de assistência que os profissionais adotam. É bom ter em mente que mesmo profissionais humanizados não são perfeitos. O parto é seu. Você tem que saber o que você quer e até onde você está disposta a ir. Um profissional humanizado de verdade já é mais do que perseguido e estigmatizado. Ele só vai atender seu parto de se você estiver certa do que quer e do que não quer. Portanto, empodere-se!
6) Tenha em mente que os relatos e vídeos na internet são lindos e normalmente são escritos enquanto ainda há muita ocitocina rolando na veia da mulher. Isso quer dizer que normalmente os relatos descrevem tudo que foi bom e maravilhoso, mas a parte difícil nem sempre está ali.
7) Procure o site do profissional. Se ele tiver site analise friamente. O profissional se auto-intitulou humanizado? Hum? desconfie. Humanizado é um adjeivo?. é o mesmo que eu escrever no meu site: sou uma doula super legal, super bacana, gente boa pacas?rsss ? quem tem que dizer isso são as mulheres que são atendidas, e não o próprio profissional. Profissa humanizado de verdade ganha esse adjetivo das mulheres que ele atendeu, e essas mulheres quando estão satisfeitas bradam aos quatro cantos do mundo que o profissional que a atendeu é fodão e é humanizado (nos grupos, nas listas e nos relatos que elas escrevem). Pra mim, profissional que coloca no seu site que é humanizado está fazendo marketing de guerrilha (não vou generalizar, porque não olhei o site dos profissionais humanizados que eu conheço, mas se tiver só site e não tiver mais nada na internet desconfie).
8) uma coisa que eu adoraria ver nos sites dos médicos que se julgam humanizados:
- relatos de partos escrito pelas parturientes
- artigos científicos desmitificando os mitos da obstetrícia com base em evidencias científicas
- fotos de partos atendidos por eles
- participação em grupos de gestantes
- textos explicativos sobre doulas, analgesia de parto; parto na água, parto domiciliar;
- textos sobre sua posição em relação à cesárea eletiva
9) Incentivo ao atendimento multidisciplinar
10) Incentivo à mulher fazer seu plano de parto
(pronto acabei de dar algumas dicas pros profissionais ?lobo-em-pele-de-cordeiro? parecerem humanizados)
É isso gente? se vocês tem alguma dica para acrescentar aqui escreva para giseleleal@mulheresempoderadas.com.br